Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

babidibupi

Alegria. Amigos. Família. Faculdade. Livros. Música. Viagens. Amores. Futilidades. Desabafos. Tudo e mais alguma coisa. Babidibupi!

babidibupi

30
Dez18

De 2019 quero

 Tenho muitos planos para 2019. Planos e não resoluções porque quero mesmo que se concretizem. De 2019 quero adotar um gato. Chegou a altura de me responsabilizar por outro ser vivo e os treinos com os cactos tem corrido bem.

De 2019 quero conhecer dois sítios novos. O primeiro está planeado para Fevereiro, o outro eu gostava muito que fosse intercontinental mas sei que já é sonhar muito alto.

Em 2019 quero investir em mim. Tenho duas formações pensadas e miitos livros, em lista de espera e um trabalho novo que eventualmente chegará. 

ME  mais do que investir em mim, quero investir numa casa para mim. Preciso de dar este passo. Devia ter sido este ano mas ainda há toda uma série de pontos que é preciso acertar até lá.

Em 2019 não quero deixar este cantinho ao abandono como aconteceu este ano. E vou esforçar - me por ser grata e fazer um post de coisas boas pelo menos 1 vez por mês.

Em 2019 quero continuar ativa. Não me deixar ir abaixo e sempre sem medo de sair da minha zona de conforto! 

29
Dez18

O melhor das férias de Natal

Apresentei La Casa de Papel à minha família. Neste momento tenho a lareira acesa, os sofás de casa ocupados pela minha mãe, pai, irmão e tia e avó que vieram a casa colados à TV. Juntei a família toda em frente à televisão. Para quem costuma estar sozinha, não há melhor prenda de Natal que esta.

28
Dez18

De 2018

2018 não foi um ano bom.

Em 2018 fui a Paris, fui às Astúrias, fui a Viena, fui a Maiorca, fui a Nuremberga, fui a Bilbao e San Sebastián e a mais uma mão cheia de sítios novos em Portugal. Em 2018, quer sozinha, quer com amigos, em trabalho ou em família, cheguei à conclusão que para mim as viagens funcionam como uma pedrada emocional. Fazem bem, limpam a alma mas não adianta fugir dos problemas, eles continuam lá quando voltamos.

Em 2018 comecei basicamente o trabalho novo (uma vez que tinha mudado em Novembro de 2017) e tive que batalhar muito. Fui (pseudo-)promovida duas vezes. Houve uma altura em que estava tudo a correr bem mas depois, por motivos corporativos que me ultrapassam isso acabou. Há três meses que vou para o emprego. A última pseudo-promoção foi antes das férias, esperemos que isso signifique algum trabalho no ano novo.

Em 2018 fui a uma entrevista de emprego. Foi na altura em que estava tudo bem e nem queria muito. Entretanto, tudo piorou e ontem, meses depois deram-me um feedback negativo. Ficou a esperança em 2018.

Entrei em 2018 a recuperar de um coração mais ou menos partido. Passei por uma paixãozita platónica por um homem casado e pai de filhos e acabo com uma confusão de sentimentos pelo Miúdo. Ele era meu amigo antes e eu misturei tudo. Agora nem sei em que pé estamos e eu acho que ele pode ser homossexual. Queria deixar o assunto miúdo em 2018 mas este eu já sei que só vai ser fechado lá para 2019.

Em 2018 comecei a procurar uma casa para mim a sério. Em 2018 fiz uma pausa na procura. Em 2019 quero muito efectivar uma compra, mas sinto que preciso de alinhar primeiro a minha vida profissional.

Em 2018 engordei bastante no inicio do ano e nos ultimos meses emagreci imenso. Nunca estive tão magra em adulta como estou agora. Não fiz dieta, foi a vida. O meu cabelo também passou de encaracolado a liso esquesito: o stress. E para ajudar à festa tenho aparelho nos dentes.

Em 2018 dei mais valor às amizades. Sinto que ajudei e estive lá para muita gente. Sinto que deixei de ter medo das pessoas e que me consegui abrir mais. Mas sei que vou ter ainda muito trabalho pela frente em 2019.

Em 2018 as pessoas disseram-me que me sentiam muito em baixo, como em mais nenhum outro ano até agora me disseram. Estive tempos e tempos sem escrever uma linha aqui porque não sabia o que escrever. Aqui sou eu sem filtros, sem estar tudo bem. Mas é preciso forças para admitir que não está tudo bem e não esconder a cabeça na areia como as avestruzes.

Em 2018 não fui sempre infeliz. Diverti-me imenso, comi muito, dancei até de manhã, fiz muitas coisas pela primeira vez. 2018 não sendo um bom ano não foi completamente péssimo. Eu é que não me senti bem em 2018, não combinou comigo.

2018, faltam 3 dias e espero não vir a ter saudades tuas.

2019, faltam 3 dias e tenho muitos objectivos para ti. Vamos trabalhar para concretizar todos!

13
Dez18

12 dias para o Natal

Ontem. Dia 12 de Dezembro. Fui jantar com o Miúdo. Correu bem. É tão fácil estar com ele, mesmo estando nervosa por querer aproveitar cada momento e não fazer asneiras. Não foi um date. Pelo menos não oficial, somos amigos. E estava tudo a correr bem. Até que. Quando eu me despedi dele lhe desejei Bom Natal. Ele ficou com cara de parvo a olhar para mim. Eu não quero vê-lo só no Natal mas conhecidas as circunstâncias é bem possível que aconteça. Sinto que meti os pés pelas mãos. Tenho que me redimir e nem sei como. Defenitivamente eu não sirvo para este jogo.

11
Dez18

O miúdo

Se vocês me vissem a mim e vissem o Miúdo de certeza que não percebiam os meus dramas. Mas não vêem, e apesar de eu me sentir ridícula aos 27 anos por causa de uma paixoneta, neste momento não há muito que possa fazer para mudar isso. O medo wue eu tenho de ser uma chata, e de que ele perceba... E tudo e tudo e tudo. Só quero que passe rápido.

02
Dez18

Sofrer por antecipação

Amanhã vai ser uma segunda especialmente difícil... Amanhã vou acabar o dia com o coração partido. Mas vou estar aqui a dizer que sobrevivi e que não é o fim do mundo.

Mandem-me força e boas energias se se lembrarem de mim!